segunda-feira, 30 de junho de 2008

Poeminha : O começo e o Fim de um Amor...

Risos soltos,
Olhares fixos,
Bocas inquietas,
Mãos sem rumo.
Amor esse que há muito não nos permitimos sentir,
História mal contada, inacabada.
Triste fim que acabou por acontecer,
Simplesmente porque...
Por quê?
Os risos silenciaram,
Os olhares se perderam,
As bocas não se encontram mais,
E as mãos...
Ah as mãos!
Essas são recordações do meu prazer.
E que sentimento perturbador é esse que só faz o meu sofrer?
Esse que, ao mesmo tempo, abre as portas da minha vida para você.
Minha razão de viver,
Em que imensidão de tristeza nos perdemos?
Não importa mais.
Pois esse fim apenas começou,
Tornou-se esse o meu início,
E a tua metade.
Enfim,
pra sempre saudades.
É o fim,
meu amor.

Um comentário:

Une Petite Femme disse...

tudo tem seu início e seu fim, é isso que faz as coisas serem boas: a duração.

belo poema.

bjs