sábado, 10 de outubro de 2009

Obama ganhou Nobel da Paz

Num gesto de extraordinária e contundente atualidade, o Comitê Norueguês do Nobel, formado por cinco membros escolhidos pelo parlamento norueguês, atribuiu o Premio Nobel da Paz ao Presidente Barack Obama. Razão fundamental para a decisão: "os seus extraordinários esforços para reforçar a diplomacia internacional e a cooperação entre os povos" (este é o único Nobel com inevitáveis e imediatas repercussões simbólicas na cena política global, esta distinção contraria, além do mais, o lugar-comum segundo o qual a academia orienta as suas escolhas para personalidades cujo papel ou estatuto já esteja completamente cristalizado pela história. Bem pelo contrário, este é um premio de notável risco calculado, apostado em reconhecer um work in progress — em particular visando "um mundo sem armas nucleares" — que importa valorizar aqui e agora. Recusando o papel de uma entidade "desligada" das convulsões do seu próprio presente (acusação simplista tantas vezes favorecida por alguma comunicação social), o comitê não deixou de sublinhar no seu anúncio oficial: "Ao longo de 108 anos, o Comitê do Nobel tem procurado precisamente estimular essa política internacional e as tomadas de posição das quais Obama é, atualmente, o principal porta-voz mundial." atribuído por uma entidade norueguesa). Acaba de ser anunciado que o presidente Barack Obama, vai doar todo o dinheiro do Prêmio Nobel da Paz para a caridade, informou nesta sexta-feira (9) a Casa Branca. O prêmio é um cheque de 10 milhões de coroas suecas, o equivalente a US$ 1,4 milhão ou R$ 2,433 milhões.

Um comentário:

Victoria disse...

Jaque,acho o OBAMA o cara...
Fiquei muito contente dele ter ganhado este prémio, ele simplesmente é o Cara.
Completamente apaixonada por ele.