quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Personagem Gay nos Quadrinhos gerando Polêmica

Turma, eu recebi algumas críticas (anônimas) grosseiras no meu ultimo post quando comentei sobre a vinda de um personagem gay para os quadrinhos. Na boa, acredito que está mais do que na hora de ter um personagem gay nos quadrinhos. E não vejo porque os Evangélicos ficarem contra e fazerem abaixo assinado contra a Revistinha. E ainda criticam esta nova maneira de muitas pessoas serem felizes com seus parceiros. Para os amigos Evangélicos de plantão fiquem sabendo que as pessoas são livres para amar independente da opção sexual e hoje em dia as crianças, adolescentes são muito mais espertos do que as gerações passadas. Então por favor, estes pensamentos preconceituoso, acabou e deixam o Maurício de Souza expor sua opinião sobre a sexualidade, diversidade sexual está por toda parte, só cego que não vê. A comunidade gays que sofreram tantos preconceitos no passado(sofrem também hoje mas menos do que antigamente) aparecem em todos lugares: rádio, cinema, seriados, novelas, propagandas, etc e deixam eles também estar representados numa revista em quadrinhos. Porque não criar um em HQ? Quem tem amigo gay, sabe que é amigo para tudooooooooo. Eles entendem a alma feminina. Amo meus amigos gays.
Big Beijos a todos otima quinta feira turminha... Aff consegui Desabafar... odeio hipocrisia...

8 comentários:

Gazeta dos Blogueiros disse...

Parabéns!!! Seu blog acaba de receber o Troféu de Destaque GB 2009 na Gazeta dos Blogueiros. Como prêmio o link do seu blog ficará exposto por 7 dias na página principal da GB. Venha receber o seu troféu e garantir sua inscrição no The Best GB 2009.
Gazeta dos Blogueiros (http://www.gazetadosblogueiros.com/)

Pam Salzgeber disse...

OI jake, sabe que adoro seu blog e pensei umas 10 vezes antes de vir comentar sobre seu post.

Acho que todos tem direitos de expressar suas opiniões e o blog é seu você tem todo direito de falar sobre o que vc quiser.

E infelizmente, o mundo é feito de pessoas diferentes,a nivel cultural, religioso etc.

Eu sou cristã , e não gosto de ser rotulada, frequento igreja evangélica sim, e detesto ser rotulada como crente, pois crente até o diabo é.

Pois então, na minha opinião, eu tenho duas sobrinhas, de 11 e 7 anos, que compram todos os novos gibis da turma da mônica, e ainda acho que elas não tem maturidade suficiente para entender certas coisas. Acho que tudo tem sua hora, e detesto preconceito.E que os homosexuais são pessoas incriveis, meigos, entende as mulheres, concordo plenamente.

Mas a questão é: eles são homens, e no que aprendi lendo a Bíblia, homem nasceu para se relacionar com mulher e mulher para se relacionar com homem.
Deus fez isso assim, e é assim que tem que ser.

No mundo de hoje tudo é permitido, e nossas crianças estão sendo bombardeadas com esta nova opção de liberdade sexual, onde eu acho que acaba influenciando sim no decorrer da vida.

Eu não compraria uma revista como está para que meus filhos leiam, acho que é obrigação dos pais, selecionar o que realmente é bom para os filhos.

Mas quando eles crescerem, com certeza eu conversarei abertamente sobre isso com eles, mas eles também saberão quais são os principios de Deus para isso.

Tem muitas outras formas de conversar isso com crianças, e tbm tem sua hora, eu tenho dois filhos homens e como mãe preocupada que sou, quero sim que eles sejam HOMENS.

E sobre os comentários grosseiros que vc recebeu é lamentável, tem pessoas são religiosas demais para respeitar a opinião de outras pessoas.

Espero ter colocado meu ponto de vista sem ter agredido ninguém, e acho que blog é uma forma de interagir e saber opinião de diversas pessoas.

Beijocas

Andreia disse...

Jake querida, li seu post sobre os quadrinhos e acho importante que o Maurício esteja abordando este assunto que hoje não adianta se fingir de cego, faz parte da nossa realidade.
Eu ainda não li nenhum quadrinho dele agora que os personagens são adolescentes, mas ouço dizer que as histórias são ótimas e acompanham muito bem o desenvolvimento dos jovens.
É necessário abordar assuntos polêmicos, drogas, sexo e homossexualidade há muito que faz parte da vida dos adolescentes.
Eu mesma tenho uma amiga que é evangélica e descobriu a pouco tempo que seu filho de 15 anos é gay, pode imaginar o caos que se tornou a vida dela, pois além do preconceito que já é latente, vem o fato de ser evangélica e ela diz que isto não é coisa de Deus.
Hoje ela já está mais "conformada", porém sofre muito.
Deve ser realmente difícil para uma mãe aceitar que seu filho ou filha seja homo, mas temos que aceitá-los como são, ser homossexual não é um defeito ou falha de caráter.Tenho vários amigos gays e são seres humanos muito melhores do que muitas pessoas dita normais que eu conheço.
Quanto aos comentários indesejáveis deleta mesmo, essas pessoas hipócritas não merecem fazer parte da blosfera.
Aceito críticas e discordâncias, porém educadas.
Obrigada linda pela visita. Te desejo um lindíssimo feriado!
Doce beijo e fique com Deus...

Jakeline Magna disse...

Pam, gostei muito da sua opinião como cristã...
Se o pai e a mae não quer que seus filhos veja a revista do mauricio tudo bem selecione o que é importante para a maturidade das crianças...,
Obrigado pela sua opinião...

Jakeline Magna disse...

Andreia, obrigado por ter participado do meu post, suas considerações foram muito importante, beijinhos querida...

Sonho de uma Flauta disse...

Então, eu não li este post, mais li este que estou a comentar, e assim. Algumas pessoas, não evnagélicas, ou talvez envangélicas, mais enfim, algumas pessoas, gostam mesmo Jake de tapar o sol com a peneira. E isso independente de ser envagélcias ou não. E em vez de passar uma boa educação aos seus, preferem maltratar proconceituar, discriminar outros, que muitas vezes necessitam apenas de compreensão, carinho e amor.
Eu sinceramente se comprasse para meu irmãozinho uma revista dessas, provavelmente o explicaria. Ao ler o post, eu fiquei meio receosa, pois admito que sinto ainda um preconceito(zinho) (estou trabalhando em mim ainda), referente a homoxesualismo em mim. Mais, embora eu tenha preconceito não significa de maneira alguma que eu venha a desrespeitar, ameaçar, julgar, condenar, maltratar outros pela sua opção sexual. Embora haja diversos tipos de pessoas no mundo, acredito que para que possamos conviver em uma sociedade mais justa, menos suja, é relevando o Respeito em todos os sentidos. É importante sim a questão sexual no meio infantil, pqr as crianças de hoje em dia não são as crianças de antigamente.

Muito obrigada por sua visita linda, apareça sempre tah!
Adorei estarmos na indicação do Gazeta Blog
rs

\o/

Parabéns a nós.
bjossss no coração S2

Lydia com Y disse...

Oi, vim dar meu temperinho a este assunto, infelizmente, ainda polêmico.

Quanto aos comentarios mal-criados que você recebeu, apesar de não ter lido, acho que você fez bem e apagá-los, pois apesar de as pessoas serem livres para opinarem, devem ser educadas e respeitosas.
E esse cantinho é seu, e nele deve ficar apenas o que lhe faz bem.
Sobre o homosexualismo, não vou entrar no fator certo x errado, mas é fato: ele existe.
Lembrando só que o homosexualismo não define o caráter de ninguém.
Gays são seres humanos, não tem essa de "ah, os gays são ótimos" ou " eles não prestam"
Carater é carater. Ou tem ou não tem!

Quanto as histórias do Maurício de Souza, muito respeitável, por sinal, acho ótimo!
Aos pais que não acham hora de seus filhos abordarem esses assuntos, censurem.

Minha filha de 9 anos, sabe o que é homosexualismo.

Prefiro que ela saiba por mim, do que por especulações com amiguinhos de escola, internet, etc..

Lua Albus disse...

Oi Jake!

Concordo com voce, amigo gay é TUDO DE BOM! nao tem de que reclamar, a nao ser que ele resolva roubar a sua maquiagem, HOHOH