terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Arruda e seus Panetones

A essa altura, todo mundo já sabe que o governador do Distrito Federal, o senhor José Roberto Arruda, pegou maços de dinheiro para fazer panetones em nome da caridade.

E todos sabem: realmente o Brasil é um país que necessita de caridade. Mas acima de tudo, nosso paraíso tropical, com tantos bandidos soltos nas ruas, é ainda mais carente de segurança.

Basta dizer que o Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Leonardo Prudente, honrando seu sobrenome e fazendo jus ao país da piada pronta, justificou que por medida de segurança (e prudência, claro) guardou o dinheiro nas meias, já que ele não utiliza pasta.

Tudo às Claras também está preocupado com o futuro da segurança de nosso país de meias verdades, onde tudo acaba em panetone e, por isso, vai lançar uma Campanha.
Afinal, com as festas de fim de ano se aproximando, já recebemos denúncias de pessoas abordadas nas ruas do país sede de Copa e da Olimpíada:

- Isso não é assalto! Quero seu relógio, celular e sua carteira para comprar panetone.

Assim, vamos propor um novo lema: faça seu próprio panetone em casa.

Dessa forma, em meio a tanta campanha inútil circulando pela internet, vamos tentar evitar que as pessoas saiam por aí atrás do seu dinheiro para comprar essa deliciosa iguaria natalina.
Inclusive, é uma forma didática e por que não dizer caridosa, para mostrar que panetone não se faz com maços de dinheiro.
E haja panetone!

Um comentário:

Claudia disse...

Quero meu Panetone, podia juntar um povão e ir para porta do Arruda e pedi seu panetone de natal, quero ver este palhaço falar meda para nos...