quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

O que vem a ser preconceito e discriminação?

O ser humano, ao longo de toda a sua história, manteve certo medo, ou até mesmo receio pelas coisas diferentes do seu cotidiano. A noção de preconceito se refere a uma atitude injusta e negativa em relação a um grupo ou a uma pessoa que se supõe ser membro do grupo. O conceito de discriminação, apesar de literalmente significar ‘tratar alguém de uma forma diferente’, pode ser definido como um comportamento manifesto, geralmente apresentado por uma pessoa preconceituosa, que se exprime através da adoção de padrões de preferência em relação aos membros do próprio grupo e/ou de rejeição em relação aos membros dos grupos externos. O preconceito e a discriminação apresentam diferenças básicas, o preconceito é a não aceitação, a discriminação o não permitir as diferenças com ações desrespeitosas e/ou excludentes. Em minha humilde opinião vejo que o preconceito e discriminação estão em cada um de nós, e cabe a nós quebrá-los para que possamos viver numa sociedade mais justa e humana. Hoje posso afirmar que: “Deficiente” é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino. “Louco” é quem não procura ser feliz. “Cego” é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria. “Surdo” é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. “Mudo” é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia. “Paralítico” é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda. “Diabético” é quem não consegue ser doce. “Anão” é quem não sabe deixar o amor crescer. E “Miserável” somos todos que não conseguimos falar com Deus. Então deixo minha mensagem, alertando sobre TODAS as formas de preconceito. Se vejam por dentro e analisem o quanto podres são. 

3 comentários:

Carol Knight disse...

Só tenho uma coisa a dizer: o preconceito é o mal fétido da sociedade! ( =

Dora Regina disse...

Jake, embora as palavras sejam de significados diferentes, elas caminham juntas, estão presentes no dia a dia das pessoas, mesmo que não queiramos, já estamos nós fazendo preconceitos injustos e discriminando, devemos nos policiar para que não sejamos escravos dessas palavras.
Apareça, você está sumida viu?
Um forte abraço e bom carnaval!!!

Leandro Ruiz disse...

Olá Jakeline!
Em meu ver vale a pena começar-mos discernir uma coisa da outra, para que não sejamos hipócritas e cometamos ambos erros ao avaliar seja quem ou o que for... porque tudo tem uma causa e um porque...
Leandro Ruiz