sexta-feira, 5 de março de 2010

Serra afunda a Educação em SP

Uma propaganda veiculada na Rede Globo diariamente, normalmente no horário nobre, tem causado muita polêmica entre alunos e professores do Estado de São Paulo. Essa propaganda fala sobre a “suposta melhoria na educação”, que só é vista na propaganda, que na realidade é muito diferente... A propaganda fala de um professor auxiliar em sala de aula, que na realidade isso não acontece, e se acontecer é em só algumas escolas selecionadas a dedo pela Secretária de Educação do Estado. Outra parte da propaganda fala de Salas das Informática abertas 24hrs por dias para os alunos, inclusive de Sábado e Domingo, pegando na realidade do estado, muitas escolas não tem infra-estrutura nem em salas de aulas, imagine para abrigar salas d informática, e quando tem a sala de informática, não tem a manutenção de equipamentos ou profissionais adequados para administrá-los. É o caso de muitas escolas do interior de São Paulo que tem laboratório de informática com equipamentos em mau estado e com incapacidade de funcionamento, normalmente computadores da década passada e sem a manutenção presente que devia ser dada. O que mais causou polêmica foi o “aumento” que ele deu para os professores, que para existir esse aumento os professores, mesmo os efetivos teria que prestar uma prova para poder receber esse aumento, isso é uma desonra para uma classe que demora tanto tempo para se formar e tem tantos gastos, os professores no estado de São Paulo são usado aos extremos e não reconhecido pelos méritos, e ainda por cima são culpados constantemente pelos baixos índices na Educação. A partir do ano de 2008, o Estado de São Paulo adotou uma proposta curricular que tem sido humilhante a muitos alunos das escolas estaduais, ele tentou unificar o ensino no estado, aplicando uma proposta obrigatória, sendo que essa proposta não prepara nenhum aluno para o Enem ou para qualquer outra prova seletiva de ensino superior. No ano de 2008 foi chamada de “proposta”, a partir do ano de 2009 foi considerada obrigatório o seguimento dessas apostilas. Por muitas outras causas incluindo o período probatório de 3 anos (que um professor quando se efetiva tem que passar sem poder tirar licença ou qualquer outra falta na sala de aula, agora eu te pergunto e se um professor ficar doente ou sofrer um acidente repentinamente? Ele deve ser demitido por isso?), amanha sexta-feira 4 de março de 2010 haverá uma paralisação em várias Escolas Estaduais, e se as reivindicações não forem aceitas poderá ocorrera as famosas greves. Agora eu deixo uma pergunta no ar, uma classe trabalhadora que tudo mundo tem que passar pelo menos uma vez na vida, precisa ser tão humilhada desse jeito? E faço essa pergunta, porque esse ano é ano eleitoral e as decisões vão ficar na urna, se o estado de São Paulo que é um dos principais estados da federação está passando por isso na área de educação, imaginem o que poderá acontecer com o país então?! ="File-List" style="font-family: Georgia,"Times New Roman",serif;">Eu sou aluno da rede estadual de ensino a exatamente 3 anos, desde minha entrada no Ensino Médio venho presenciado cenas em várias escolas da rede estadual, professores ficando doente por causa de não poderem tirar licença por causa do famoso período probatório de 3 anos e até casos de desmaios que chegaram a perda de bebês de professoras, ou outras cenas como professoras entrando em depressão em sala de aula por não poderem adotar seus métodos de aulas e terem que seguir uma proposta que todos os alunos são nivelados lá em baixo. A idéia da unificação é uma idéia positiva, só que cada cidade do Estado de São Paulo e do nosso país tem uma realidade diferente e não pode ser comparada uma com a outra, por isso cada professor tem que ver o método e as condições apropriadas de serem adotadas os temas de abordagem em sala de aula. Por isso que eu pergunto, é possível deixar um cara desses na presidência de nosso país? Nosso país tem que começar pela educação, então esse ano vamos decidir nas urnas sobre o futuro da educação de muitos jovens desse país e de uma classe que luta a anos por melhores condições de trabalho. Thiago Sampaio
Com este depoimento indignado, vejo que a cada dia a Educação está a cada dia mais esquecida por nossos governantes. Como o José Serra vai prometer melhorias para a Educação Brasileira nas próximas eleições, senão consegue dar uma Educação digna aos paulistanos? Pelos comentários em alguns blogs sobre o assunto e pelas palavras do meu amigo, vejo que é simplesmente um descaso, uma falta de controle e um absurdo do governo de São Paulo com os alunos, professores e funcionários da educação. Nós sabemos que os professores é uma das classes mais trabalhadora no país. Além de trabalhar na sala de aula e em casa sempre estão se atualizando. E nossos alunos estão em busca de um ensino de qualidade para ter e dar um futuro melhor a sua familia.  Hoje vemos que o critério do governo Serra é o abandono completo com a Educação.  Escrevo isso sabendo que,  a essa altura,  quando os ânimos pela sucessão de Lula já estão sendo acirrados, este meu post irá ser interpretado pelos tucanos como campanha pró-Dilma. Todavia, os meus leitores que me conhece sabe que passei desde do início deste blog, com críticas severas ao governo Lula e principalmente a Dilma. Quero sinceramente que juntamos forças nas próximas eleições para lutarmos contra estes políticos que estão contra o Sistema Educacional. Podemos crer que os governantes não querem pessoas sábias, pois a cobrança fará com que eles cumpram seus deveres ao pés da letra. Um povo analfabeto é ignorado e os políticos cresceram. É uma v-e-r-g-o-n-h-a ! Vamos lutar contra o descaso na Educação em São Paulo e no Brasil!!

5 comentários:

Animes TOTAL disse...

Vlw pela sua ajuda Jack ^^

Ana Carvalho disse...

to arrazada, eu adoro o Serra, num acredito que ele fez isso.
meu deussssssssssssss

http://laislabonitta.blogspot.com/

Luciana Klopper disse...

Valeu! pra sabermos realmente o trabalho deles, ou a falta dele!

Fê Colcerniani Justo disse...

Nossa, nem me fala! Eu sou professora e trabalho no Estado... A gente sofre! Sou de Minas e o salário aqui é uma vergonha (R$850) e ainda dizem que a educação de Minas é a melhor do Brasil... Balela! Me revolta como os professores são tratados... A falta de estrutura das escolas e todas essas coisas que batemos demais na tecla... Poxa, muito bom ler esse desabafo, temo e precisamos colocar a boca no mundo! Bjs

Ná Lima disse...

A cada dia, eu desacredito mais na política. Isso é revoltante e lastimável.