sábado, 15 de maio de 2010

Mundo Virtual X Realidade Cruel

Entrei apressado e com muita fome no restaurante. Escolhi uma mesa bem afastada do movimento, queria aproveitar os poucos minutos de que dispunha naquele dia atribulado para comer e consertar alguns bugs de programação de um sistema que estava desenvolvendo, além de planejar minha viagem de férias, que há tempos não sei o que são. Pedi um filé de salmão com alcaparras na manteiga, uma salada e um suco de laranja, pois, afinal de contas fome é fome, mas regime é regime, não é? Abri meu notebook e levei um susto com aquela voz baixinha atrás de mim:
- Tio dá um trocado?
- Não tenho menino.
- Só uma moedinha para comprar um pão.
- Está bem, compro um para você.
Para variar, minha caixa de entrada estava lotada de e-mails. Fico distraído vendo poesias, as formatações lindas, dando risadas com as piadas malucas. Ah! Essa música me leva a Londres e a boas lembranças de tempos idos.
- Tio, pede para colocar margarina e queijo também?
Percebo que o menino tinha ficado ali.
- OK, mas depois me deixe trabalhar, pois estou muito ocupado, ta bem?
Chega a minha refeição e junto com ela o, meu constrangimento. Faço o pedido do menino, e o garçom me pergunta se quero que mande o garoto ir. Meus resquícios de consciência me impedem de dizer. Digo que está tudo bem.
- Deixe-o ficar. Traga o pão e mais uma refeição decente para ele. 
Então o menino se sentou à minha frente e perguntou:- Tio, o que está fazendo?
- Estou lendo uns e-mails.
- O que são e-mails?
- São mensagens eletrônicas mandadas por pessoas via Internet.
Sabia que ele não iria entender nada, mas a título de livrar-me de maiores questionários disse:
- É como se fosse uma carta, só que via Internet.
- Tio, você tem Internet?
- Tenho sim, é essencial no mundo de hoje.
- O que é Internet, tio?
- É um local no computador onde podemos ver e ouvir muitas coisas, notícias, músicas, conhecer pessoas, ler, escrever, sonhar, trabalhar, aprender. Tem tudo no mundo virtual.
- E o que é virtual tio?
Resolvo dar uma explicação simplificada, novamente na certeza que ele pouco vai entender e vai me liberar para comer minha refeição, sem culpas.
– Virtual é um local que imaginamos algo, que não podemos pegar tocar. É lá que criamos um monte de coisas que gostaríamos de fazer. Criamos nossas fantasias, transformamos o mundo em quase como queríamos que fosse.
- Legal isso. Gostei!
- Mocinho, você entendeu o que é virtual?
- Sim, tio, eu também vivo neste mundo virtual.
- Você tem computador?
- Não, mas meu mundo também é desse jeito… Virtual. Minha mãe fica todo dia fora, só, chega muito tarde, quase não a vejo. Eu fico cuidando do meu irmão pequeno que vive chorando de fome, e eu dou água para ele pensar que é sopa. Minha irmã mais velha sai todo dia, diz que vai vender o corpo, mas eu não entendo, pois ela sempre volta com o corpo. Meu pai está na cadeia há muito tempo. Mas sempre imagino nossa família toda junta em casa, muita comida muitos brinquedos de Natal, e eu indo ao colégio para virar médico um dia. Isto não é virtual, tio? 
Fechei meu notebook, não antes que as lágrimas caíssem sobre o teclado. Esperei que o menino terminasse de literalmente ‘devorar’ o prato dele, paguei a conta e dei o troco para o garoto, que me retribuiu com um dos mais belos e sinceros sorrisos que eu já recebi na vida, e com um ‘Brigado tio, você é legal!’. Ali, naquele instante, tive a maior prova do virtualismo insensato em que vivemos todos os dias, enquanto a realidade cruel rodeia de verdade, e fazemos de conta que não percebemos!
Autor Desconhecido

8 comentários:

Carol disse...

É praticamente que explicavel o fato das pessoas quererem viver mais no mundo virtual que no real. Pelo menos neste mundo..há paz e respeito. Educação reina e acima de tudo a fé em que tudo pode ser melhor.. sem precisar nos matar ou dar a quem não merece o pouco que ganhamos. Esse mundo pode até ser imaginário, mais é o mundo em que eu se pudesse escolher, viveria. Um mundo perfeito, sem guerras, sem violencia.. sem que a vontade do homem prevaleça sobre o dom maior que DEUS no deu: A VIDA e o Amor ao proximo. Pra mim o virtual pode-se sim tornar real. Só depende que nós comecemos a fazer o que durantes tempos, decadas, eras até temos medo de fazer: Parar de falar e começar a agir e reagir. Bjos Jack

Dora Regina disse...

Jakeline, tristemente essa é a realidade do nosso dia a dia...
Somos felizes e não sabemos!
Grande abraço querida, um lindo dia de luz para você!

Felicidade disse...

Nossa até eu chorei agora depois de ler esse texto, muito bacana, muitas vezes não temos noção do problema de certas pessoas que ainda acredita num amahã melhor, infelizmente nem sempre podemos fazer algo para mudar mais quando podemos é inevitavel a felicidade de agradecimento a deus por ter para ajudar..
Adorei o texto flor!

beeeijo

Vanessa Orgélio disse...

Uau! Quase chorei... Essa é a realidade, realmente...

Jakeline Magna disse...

é uma triste realidade que vemos no nosso dia a dia... ficamos aqui preso no nosso mundim virtual... e esquecemos das pessoas que estão la fora passando necessidade... o mundo é injusto.

Angel disse...

Jake, eu já li este texto em alguns momentos, mas não me recordo há quanto tempo o li pela última vez. É sempre uma emoção tamanha, e um choque de realidade também. Se a gente parasse de olhar apenas para o próprio umbigo, ao menos de vez em quando, não precisaria de textos para nos mostrar a realidade, não é?

Enfim... Preciso fazer minha parte, há muito que eu poderia fazer e não faço.

Abraço!

Juliana Carla disse...

********************************************

APOIO

*** TROFÉU THE BEST GB! ***

Boa tarde amiga

O BRAILLE DA ALMA está concorrendo o Troféu The Best GB 2010 na Gazeta dos Blogueiros. Conto com o seu apoio. Para votar visite o site:

http://www.gazetadosblogueiros.com/

A votação vai até o dia 19/05/2010. Vamos somar forças numa só emoção! Ficarei feliz com sua colaboração.

Desde já fico grata.

Juliana Carla
brailledalma.blogspot.com/


********************************************

Anna Paula disse...

TEXTO IMPRESSIONANTE.