sexta-feira, 4 de junho de 2010

No Teu Deserto - Um Quase Romance

Sexta-Feira, feriado prolongado, ótimo momento de ler um livro. Pois, bem indico aos amigos blogueiros o livro "No Teu Deserto - Um Quase Romance de Miguel Sousa Tavares. Leitura maravilhosa, singela, agradável para quem gosta de viajar literalmente. A obra narra o encontro entre Miguel e Cláudia, que embarcam em uma expedição ao Deserto do Sahara. Um dos maiores méritos do livro é desenrolar esse sentimento entre o "quase" casal com sutileza. À medida que os dias desta viagem se passam nota-se como, no meio do vazio daquele deserto, dois desconhecidos aprendem juntos a contemplar a solidão e constroem um espaço para a sua cumplicidade. Mergulham no Deserto do Sahara como se afundam no deserto um do outro, num exercício metafórico que se desenrola por todo o livro. Deixo trechos que considero marcantes deste "quase romance":

"A maior parte do tempo, porém, o que nós partilhávamos era o silêncio. E isso eu aprendi contigo, porque não sabia. Para mim, o silêncio era sinal de distância, de mal-estar, de desentendimento. Ao princípio, quando ficávamos calados muito tempo, eu sentia-me inquieta, desconfortável, e começava a falar só para afastar esse anjo mau que estava a passar entre nós. Um dia tu disseste-me:
- Cláudia, não precisas de falar só porque vamos calados. A coisa mais difícil e mais bonita de partilhar entre duas pessoas é o silêncio."

"Depois disso, voltei onze vezes ao Sahara. Nunca como contigo, nunca tão fundo, tão longe, tão perdidamente. Mas voltei, porque o deserto tornou-se quase um vício e a minha íntima religião, o único divino a que prestava contas e onde me reencontrava. E, de cada vez que voltei, pensei em ti e pensei como seria bom, incrivelmente bom, voltar contigo. Nessas alturas, como nas outras, eu repetia a mim mesmo: "Não há regresso. Há viagens sem regresso nem repetição." Lembras-te quando tu me perguntaste:
- Em que pensas?
- Estava a pensar que há viagens sem regresso. E que nunca mais vou voltar desta viagem. Nunca mais vou regressar do deserto."

8 comentários:

Andreia disse...

Parece-me um lindo e profundo.
Entre o deserto e o silêncio, uma amor e um mergulho dentro de si mesmo.
Ótima dica lindinha.
Assim que tiver um tempinho irei lê-lo.
Terno beijo para ti...

Maria Sidérya disse...

O silêncio, quando compreendermos, tudo se tornará fácil. Não é fácil. Estou aprendendo.
Valeu a dica.
Bom feriado.

Clau Finotti disse...

Oi Jakeline!!!
Obrigada pela visitinha ao meu blog!
Vim aqui te seguir e agradecer os votos de felicidade. Depois eu volto para explorar melhor seu espaço, afinal, como boa dona de casa, não posso deixar meu marido com fome, tô fazendo almoço... hehehe

Bjão

Tassyane disse...

Adoro livros que me chamam pelo título, esse é um deles. Estou louca para ler.
Preciso muito comprar novos livros. Esse é o primeiro da lista.
Um beijão, Jake.

Ana Carolina disse...

Boa dica!
Obrigada pela visita e comentário no Escrito de batom..
Bjos!
=)

Jakeline Magna disse...

Meninas...obrigado pelo comentário...
Tassy compra mesmo..tu vai adorar... excelente livro..

Roseli Venancio Pedroso disse...

Oi Jakeline,
Ótima dica de leitura. Já conheço esse autor português que, através de um amigo lusitano, me indicou. O livro Equador é bárbaro. Amei. Esse título ainda não conhecia mas já anotei a dica. Valeu!
Bjs

PatchJoana disse...

Olá Jakeline, obrigada pela visita, eu tambem gosto de ler,
beijo